Não temas

647750depressaoNão faz muito tempo encontrei um pastor desanimado. As coisas em seu novo distrito não caminhavam como ele esperava. Estava enfrentando muita resistência por parte dos líderes locais. À medida que passavam os dias, se convencia de que sua transferência para esse lugar não havia sido o plano de Deus. “Pastor – disse-me com penar-, creio que nunca entenderei por que Deus permitiu que viesse para aqui”.

Não sei se já lhe assaltou a dúvida sobre se é ou não a vontade de Deus que você esteja trabalhando no lugar em que se encontra. Às vezes a aparente falta de êxito em um local de trabalho pode suscitar, inclusive, a insegurança até com respeito ao seu próprio chamado. Em certo momento da conversa, esse pastor disse-me: “Às vezes creio que meu lugar não é o ministério, porque se Deus realmente me tivesse chamado eu não estaria enfrentando estas dificuldades”.

Muitas vezes o temor pode gerar dúvidas. As dificuldades podem anular a certeza. As desculpas que damos podem ser apenas mecanismos de defesa para nos protegermos da dor que nos provocam as circunstâncias adversas. Pelo menos isso foi o que aconteceu com muitos homens chamados por Deus.

Pensemos, por exemplo, em Jeremias. Quando Deus o chamou, sabia das dificuldades terríveis que enfrentaria para cumprir sua missão. As pessoas que Deus lhe enviava nem sequer estavam bem dispostas. Inclusive sua vida corria perigo. Para defender-se, levantou dúvidas sobre seu chamado: “Ah, Senhor Deus! – disse – Eis que não sei falar; porque não passo de uma criança” (Jer.1:6). Mas Deus lhe assegurou: “Antes que eu te formasse no ventre materno, eu te conheci, e antes que nascesses, te consagrei e te constituí profeta às nações” (Jer. 1:5).

Observe como Deus se identificou com o grande “Eu sou”. “Eu te formei, “Eu te santifiquei”, “Eu te constituí”. Você sabe que Deus usou essa mesma identificação quando Moisés tremia diante das dificuldades que encontraria no cumprimento de sua missão. Nessa oportunidade, o Senhor lhe disse: “Eu sou o que sou. E disse: Assim dirás aos filhos de Israel: Eu sou me enviou a vós” (Exo. 3:14).

Você sabe o que Deus quer dizer? Que você não é pastor porque quis sê-lo. No programa eterno para salvar o homem havia um lugar para você, como pregador do evangelho. Foi Deus quem o chamou mesmo antes de você nascer. Esse Deus é o eterno “Eu Sou. ”E eles pelejarão contra ti, mas não te vencerão; porque eu estou contigo, diz o Senhor, para te livrar” (Jer. 1:19).

Nas palavras animadoras que o Senhor dirigiu a Jeremias, usou três verbos. O primeiro é conhecer. “Se você se sentir como uma criança, se acreditar que não pode, se estiver no lugar certo ou não, eu sei – disse o Senhor-. Eu sei tudo. Conheço você, sei quais são as circunstâncias que rodeiam você, as dificuldades que você encontra, seus temores, dúvidas e complexos. Nada está oculto para mim. Não diga: ‘Sou criança’. Eu sei por que chamei você, e não conheço o fracasso”.

O segundo verbo que Deus usa é santificar. “Eu te santifiquei”. A palavra hebraica correspondente é quadash, que significa “separar, diferenciar”. Você é um ser humano diferenciado por Deus para levar a cabo uma obra sagrada. É necessário que as pessoas vejam que você é diferente. Nas horas de tentação e luta lembre-se que desde o ventre de sua mãe você foi separado para levar avante uma obra santa.

O terceiro verbo é dar, que neste caso assume o sentido de situar, constituir. Deus disse: “Eu te dei”. O verbo hebraico é nathan, cujo significado é encaixar, situar. Quer dizer que Deus nos põe no lugar exato, nem mais nem menos. Como um construtor, ele sabe onde colocar cada pedra. Assim o fez Jeremias, seu mensageiro. Pô-lo exatamente no lugar em que deveria estar, apesar das circunstâncias; por isso, querido pastor, não deixe que a dúvida lhe assalte quando tiver dificuldades. O Deus que o chamou não conhece derrota e, com relação aos problemas que você está enfrentando agora, disse-lhe: “Não temas diante deles; pois estou contigo para te libertar” (Jer. 1:8)

Fonte:  www.MinisterioBullon.com
Autor:  Alejandro Bullón
Link Relacionado:  http://www.MinisterioBullon.com

Comente