Livro de Esperança

Ao avançar o novo milênio, milhões de pessoas estão tomando novo interesse pelas profecias. Elas se estão perguntando: O que acontecerá dentro em pouco com a terra? Para onde estamos indo como mundo? Estão fascinadas com o futuro e curiosas pela incerteza dos eventos mundiais que se estão revelando agora. Desesperadamente buscam por respostas. De acordo com uma pesquisa recente da revista Nessweek, 40% dos americanos (ou seja, mais de 120 milhões de pessoas, só nos Estados Unidos), acreditam que o mundo acabará em uma batalha dramática, em um cataclismo chamado Armagedom, entre Jesus Cristo e o anticristo.

Durante os últimos 40 anos, o interesse pelo futuro aumentou dramaticamente. Nos anos 70 o livro mais vendido da década foi: A Agonia do Grande Planeta Terra, de Hal Linsey, com 28 milhões de cópias vendidas em 1990. Mais recentemente, a série Deixados para Trás, de Tim Lahaye e Jerry Jenkins, que incluiu duas publicações em 1999, vendeu nove milhões de cópias. Estes romances usam o livro do Apocalipse como base.

bibliaOs produtores de filmes também embarcaram no trem do tempo do fim profético que avança rugindo rumo ao futuro. O filme impactante O Código Ômega arrecadou 2.4 milhões de dólares em sua primeira semana de estréia. As especulações a respeito dos últimos dias se transformaram em entretenimento popular.

Mais de 239 sítios na web estão multiplicando os cenários do tempo do fim.

Em novembro de 1999, a revista Newsweek estampou na capa, em letras garrafais, as palavras: “Profecia, o que a Bíblia diz sobre o fim do mundo?”

Não apenas os cristãos se preocupam com os eventos do fim do mundo:
Os judeus acreditam que o mundo passará por uma sequência de eventos que por fim libertarão Israel da escravidão de seus opressores. Eles estão convencidos de que o Messias virá em glória para derrotar a todos seus inimigos e para estabelecer o reino de Deus, tendo Jerusalém como o centro desse novo reino.

Os muçulmanos também estão buscando um final apocalíptico do mundo. Eles acreditam que a Batalha do Armagedom logo irá ocorrer, no último conflito. Em sua visão, Jesus e Imin, um dos descendentes de Maomé, lutarão contra o anticristo.

Bernard Mc Ginn, especialista da Faculdade de Divindade, da Universidade de Chicago, disse: “Durante os últimos 30 anos foram dedicados mais estudos acadêmicos sobre temas apocalípticos (eventos dos últimos dias) do que nos últimos 300 anos”.

O ritmo se está acelerando. O interesse pelo futuro está em seu apogeu. As pessoas estão desesperadas para ouvir respostas. Estão ansiosas por alguma palavra a respeito do futuro. Desgraçadamente, milhões estão investigando em lugares equivocados. Milhões se estão voltando aos assim chamados psíquicos para obter respostas a suas perguntas
pertinentes ao futuro.

Veja o que um psíquico predisse que ocorreria no início de 1999. Nostradamus, que muitos acreditam foi o maior vidente do mundo, escreveu na França, 500 anos atrás, no século XVI, e fez centenas de predições, tais como: “O conflito entre os grupos raciais, étnicos e nacionalistas na Europa Oriental e que alcançou o clímax com o uso de armas nucleares. Milhões, não apenas temem morrer, mas de fato morrem. O que uma vez foi a civilização européia é uma recordação cada vez mais distante”.

Obviamente, esta predição simplesmente não ocorreu. Falhou totalmente.
‘Esta é uma profecia de Edgar Cayce, chamado de “O Profeta Adormecido”, que morreu em 11. 1945: “Haverá uma queda financeira gigantesca em janeiro de 2000. Terríveis tempestades com descargas elétricas que varrerão os Estados Unidos e a Europa Ocidental, matando um milhão ou mais de adultos e outras pessoas inocentes que perderão suas casas ou sua renda devido ao colapso de janeiro”.

Outra profecia psíquica que falhou totalmente.
Agora uma predição de outro futurista bem conhecido, Janice Seymour: “Terroristas irão 13. atacar a Cidade de Nova Yorque com sarin, o gás dos nervos mais mortal conhecido pelos seres humanos. Serão tantos os cidadãos que irão morrer em abril de 2000 devido à violência e a enfermidade que não será possível estabelecer estatísticas referentes à mortalidade”. Outra predição falida.

“Os pólos magnéticos da terra mostram sinais de instabilidade e levam a crer no começo de uma mudança polar que atingirá, literalmente, o planeta em sua orelha, girando o Norte para o Sul e este para o Oeste em questão de dias”. (Profecia da Grande Pirâmide)

“O buraco da camada de ozônio da Terra se está quadruplicando em tamanho, expondo virtualmente todo o hemisfério sul a níveis letais de radiação ultravioleta, desencadeando a imigração em massa de mais de um milhão de pessoas para o norte”. (Uma Antiga Profecia Maia)

Todas estas profecias supostamente iriam se cumprir no início do ano 2000. Todas têm uma ligação comum: a destruição está a caminho. O desastre está na esquina. A enfermidade e a morte caminham de mãos dadas por nossas ruas.

Há esperança para o amanhã? Como podemos enfrentar o futuro com mais confiança? A visão do futuro é assim tão pessimista? Onde encontrar uma fonte confiável de informação?

I. A BÍBLIA – A FONTE DE INFORMAÇÃO

Suas profecias foram reveladas gradualmente ao longo dos anos. Ao contrário das predições falidas dos psíquicos, as profecias da Bíblia se cumpriram com notável exatidão durante os últimos 3.500 anos.

Uma das evidências mais claras da inspiração da Bíblia é a capacidade de prever os eventos futuros. A profecia bíblica cumprida atesta a veracidade da Palavra de Deus. Deus não faz suposições. Ele conhece! Assim escreveu o profeta Isaías:

“Lembrem do que aconteceu no passado e reconheçam que só eu sou Deus, que não há nenhum outro como eu…” (Isaías 46:9, 10).

O profeta Amós acrescenta estas palavras incríveis:

“Certamente, o SENHOR Deus não fará coisa alguma…” (Amós 3:7).

A palavra “certamente” significa com segurança, definitivamente, sem dúvida. Isso é algo com que podemos contar. Quando olhamos para o futuro, já não estamos cegos.

O apóstolo Pedro ecoa sua convicção nas seguintes palavras: “Temos, assim, tanto mais confirmada a palavra profética…” (2 Pedro 1:19).

De todos os livros da Bíblia que abordam o tema dos últimos dias, o último livro, Apocalipse, é o mais completo. No livro do Apocalipse, Deus revela eventos assombrosos referentes aos últimos dias e que nos afetarão dramaticamente – a você e a mim. As incríveis predições no Apocalipse nos conduzem pelo labirinto das falsas profecias tão comuns em nosso mundo.

O Apocalipse revela os planos de Deus e desmascara os de Satanás. De todos os livros da Bíblia, nenhum provocou mais discussões e a imaginação do que o livro do Apocalipse. Ainda, alguns estudiosos da Bíblia se envolvem no mistério tentando desvendar o significado…

Dos quatro cavaleiros do Apocalipse.

O livro celestial com os sete selos misteriosos.

A mulher montada em uma besta escarlate.

Uma mulher vestida do sol com a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça.

O anticristo com seus enganos, a marca da besta e o misterioso número 666.

As sete últimas pragas e a batalha do Armagedom.

A Bíblia decifra o código profético. Você pode se preparar para o futuro como nunca 10. antes. Ao abrir o livro do Apocalipse terá uma nova confiança e certeza. Os mistérios do Apocalipse serão revelados. As partes se encaixam como em um quebracabeça e você verá a si mesmo no quadro de uma gloriosa manhã.

II. A BÍBLIA É FONTE CONFIÁVEL DE INFORMAÇÃO

Iniciemos pelo primeiro versículo no Apocalipse:

“Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar…” (Apocalipse 1:1).

O título do livro significa “revelação”. Algumas pessoas acreditam que o livro do Apocalipse está fechado. Outros acreditam que é muito complicado para ser compreendido. O próprio título do livro indica que algo é revelado, e não algo que tenha de ser guardado ou ocultado.

No último capítulo do Apocalipse, o anjo diz ao autor do livro, o apóstolo João:
“Disse-me ainda: Não seles as palavras…” (Apocalipse 22:10). As profecias do Apocalipse não estão seladas. Não estão fechadas. O anjo disse “Não seles as palavras da profecia deste livro”. Sua revelação vem com a assinatura e a aprovação de Deus: é a revelação de Jesus Cristo.

Voltemos novamente ao primeiro verso: “Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu…” (Apocalipse 1:1).

João escreveu em seu livro chamado Apocalipse (revelação) para mostrar a seus servos (o povo de Deus) as coisas que em breve devem acontecer (Apocalipse 1:1, 2).

O livro do Apocalipse não trata de uma opinião pessoal ou de algum ponto de vista de um psíquico sobre o futuro. Suas profecias vêm diretamente de Deus. Têm a assinatura do Céu. O próprio Deus oferece uma bênção tríplice àqueles que estudam este livro.

“Bem-aventurados aqueles que lêem e aqueles que ouvem as palavras da profecia…” (Apocalipse 1:3).

As profecias do Apocalipse transformam a vida. Sua vida será mudada para o bem e para sempre ao estudar este livro. Esta é a promessa de Deus:

“graça e paz a vós outros…” (Apocalipse 1:4).

Jesus “era”.
Ele existia com o Pai desde a eternidade. Ele é o Cristo eterno. Jesus era. Ele veio à terra como nosso Redentor, nosso Salvador e nosso Senhor.

Jesus “é”.

Ele está vivo, ressuscitou dos mortos. Ele é nosso Amigo. Ele compreende. Ele cuida. Jesus é. Jesus voltará. Ele virá para nos levar para casa. Toda a criação está à espera da vinda do Rei dos reis. Esse é o tema do livro do Apocalipse. João acrescenta: “Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até quantos o traspassaram….” (Apocalipse 1:7).

Russel Baker, popular redator de uma revista, não conseguiu compreender essa esperança do tempo do fim. Sua visão do futuro era jocosa, sem a esperança do Apocalipse e de Jesus que está por vir.

O clímax do Apocalipse se cumpre com o maior evento da história – a vinda de Jesus.

Não somos órfãos cósmicos.

Nosso planeta não se destina à autodestruição.

Não seremos reduzidos a cinzas espalhadas pelo ar em um holocausto nuclear.

A fome e as pestes não terão a palavra final em um esforço planetário pela sobrevivência.

Terremotos, furacões, incêndios e dilúvios não irão ferir nossas esperanças, tampouco destruirão nossa alegria de um eterno amanhã.

As doenças cardíacas e o câncer já não cobrarão suas vítimas. As lágrimas e as desilusões e a dor do coração não mais existirão.

No capítulo 5, João descreve um pergaminho misterioso e uma cena imponente de julgamento, mas a profecia termina com todos os redimidos louvando e cantando a Deus: “toda criatura que há no céu e sobre a terra, debaixo da terra e sobre o mar, e tudo o que neles há, estava dizendo…” (Apocalipse 5:13).

Além de todos os sofrimentos do tempo do fim na terra, os salvos estão cantando canções 18. de livramento. Eles foram redimidos!

Nos capítulos 6 e 7 do Apocalipse os sete selos são abertos, um depois do outro. Um tempo de grande tribulação abala o mundo, mas vejam como a cena termina: “Respondi-lhe: meu Senhor, tu o sabes…” (Apocalipse 7:14, 15).

A tribulação não os destrói. Saem incólumes e com sua fé fortalecida, louvando a Deus. Em Apocalipse 8 e 9, soam sete trombetas anunciando a tragédia.

Uma catástrofe segue-se a outra em rápida sucessão ao longo da história. Os juízos de Deus caem na terra.

Uma catástrofe atrás da outra. Mas quando o sétimo anjo toca a trombeta, ouvem-se vozes no céu: “O reino do mundo se tornou de…” (Apocalipse 11:15).

Cada uma das profecias do Apocalipse termina no mesmo lugar: “um lugar chamado esperança eterna e alegria”. O livro do Apocalipse é uma revelação de Esperança.

Muito além das catástrofes naturais, muito além dos conflitos entre as nações, muito além das fomes, muito além dos conflitos étnicos e das tensões políticas mundiais, muito além das incertezas econômicas, há esperança. Esperança de uma nova sociedade. Esperança de um novo líder. Esperança na vinda do Senhor.

O capítulo 13 de Apocalipse prediz o surgimento do poderoso anticristo. Revela um tempo quando pessoa alguma que não tenha a marca da besta pode comprar ou vender. Discute a marca da besta o misterioso número 666. Porém, em Apocalipse 14, no final dessa sucessão, o apóstolo grita de alegria: “Olhei, e eis uma nuvem branca, e sentado sobre a nuvem um semelhante…” (Apocalipse 14:14).

João olha para além da besta. Ele não concentra sua atenção em um boicote econômico, quando ninguém pode comprar ou vender. Ele não se aterroriza diante de um decreto internacional de morte. Olha e vê a Jesus voltando em glória. O idoso apóstolo está seguro na bendita esperança.

CONCLUSÃO

O livro termina com a vinda de nosso Senhor! Em Apocalipse 19 “Ele é o Rei dos reis e o Senhor dos senhores”. O final do Apocalipse é dramático, imponente e glorioso:

“E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá…” (Apocalipse 21:4, 2. 5).

O Deus Onipotente proclama em triunfo a todo o universo:
“Eis que faço novas…” (Apocalipse 21:5).

Deus criará um novo mundo, visto que pode “fazer novas todas as coisas em sua vida”.

Este Deus Poderoso, Onipotente que nos dá esperança para enfrentarmos o futuro, anela encher nosso coração com a esperança. Anela fazer novas todas as coisas em sua vida. Ele pode colocar em seu coração um novo sentido de alegria. Um novo sentido de propósito. Um novo sentido de poder espiritual. Um novo sentido de perdão e misericórdia. Um novo sentido de felicidade. Você gostaria de dizer comigo: “Oh Deus, Tu que criarás um novo céu e uma nova terra, também me darás um novo coração!”

mark_finleyPr.Mark Finley

Comente