Como cuidar da sua voz

Em algum momento cerca de 3 a 9% da população mundial terá algum problema de disfunção vocal. Uma doença que afeta diretamente a voz é o câncer de laringe.

“O fumo e o álcool são dois agravantes que potencializam e prejudicam a voz principalmente de pessoas que tem uma saúde mais frágil”, alerta Maria Auzinete S. Monteiro, fonoaudióloga.

Problemas estomacais como o refluxo também podem afetar a voz, pois o ácido que volta do estômago faz com que as pregas vocais fiquem inchadas.
Segundo a fonoaudióloga, pessoas que trabalham em lugares com ar-condicionado, devem conservar a garganta sempre bem hidratada. “Estando exposto ao ar-condicionado, deve-se tomar vários goles de água, evitando que a garganta resseque”, indicou.

Cuidados com a voz:
shutterstock_131390522• Beba 2 litros de água por dia.
• Evite o grito, pois este hábito machuca as pregas vocais.
• Evite falar alto demais, e sempre quando possível use o microfone, ou crie outros recursos para ampliar a voz.
• Crianças podem ter problemas de voz.
• Atenção família! O exemplo como usar bem a voz começa em casa.
• Evite bebidas alcoólicas em excesso.
• O fumo é MUITO prejudicial para a sua voz e o Ministério da Saúde adverte: Não existem níveis seguros para o consumo do cigarro.
• Cuide das alergias respiratórias com a ajuda de um médico.
• Falar devagar e com boa dicção melhora a compreensão da mensagem e diminui o esforço vocal.
shutterstock_88937638_pp O estresse prejudica a voz. Procure equilíbrio entre trabalho e lazer.
• Cuidado com a automedicação. Alguns remédios podem afetar negativamente a sua voz.
• Evite alimentação muito condimentada e frituras em excesso.
• Professores, atores, telefonistas, atendentes, vendedores, advogados, cantores e tantos outros que usam a voz em sua profissão são considerados PROFISSIONAIS DA VOZ. Pelo uso constante da voz estes profissionais tem mais chances de apresentarem problemas de voz. (fonte:Conselho Regional de Fonoaudiologia).

Fonte: Hospital Adventista do Pênfigo

Comente