O que é o câncer de mama?

Embora não se saiba a causa do câncer de mama, alguns fatores são conhecidos por aumentar o risco de ficar doente. Ou seja, não existe uma causa única, mas é um produto de diferentes fatores de risco e estilos de vida, bem como uma carga genética que predispõe a mulher a ficar doente ou não.

 

Fatores que aumentam o risco de desenvolver câncer de mama

Idade: a predisposição à doença aumenta com a idade, especialmente após os 50 anos.
Antecedentes de câncer de mama na familia.
Antecedentes de mulheres na família com câncer de ovário.
Tratamento com radioterapia direcionada ao peito.
Tratamento com hormônios, como estrogênio e progesterona, após a menopausa.
Início da menstruação em idade precoce ou menopausa em uma idade posterior (após os 55 anos).
Idade avançada no primeiro parto (após 30 anos) ou nunca ter filhos.
Obesidade.
Vida sedentária.
Ingerir álcool.

 

Câncer de mama e herança familiar

DNAA grande maioria dos casos de câncer de mama são esporádicos, ou seja, ocorrem em mulheres sem história familiar ou risco aumentado de ter a doença. No entanto, 5-10% dos casos são causados por mutações hereditárias que são transmitidas dos pais aos filhos e de geração em geração, levando a chamadas síndromes de câncer hereditário.

Existem dois genes, denominados BRCA1 e BRCA2, cujas mutações conferem risco aumentado de câncer de mama e ovário em idades especialmente jovens.

Se uma mulher possui uma mutação hereditária, significa que ela é mais suscetível ao desenvolvimento de câncer de mama. No entanto, isso não significa que ela irá necessariamente ficar doente. Muitas pessoas têm mutações, mas não desenvolvem a doença.

 

MITO: Se eu não tiver antecedentes familiares não terei câncer.

 

Como o câncer de mama se desenvolve?

Os órgãos que compõem o nosso corpo são constituídos por células que normalmente crescem e se dividem para formar novas células à medida que o corpo as necessita. Às vezes, este processo fica fora de controle: novas células se formam quando o corpo não precisa delas e células antigas ou danificadas não morrem quando devem morrer. Isso forma uma massa de tecido que é conhecido como tumor. Este tumor pode se desenvolver em diferentes partes do tecido mamário.

Microscópio

Os tumores na mama podem ser benignos (não cancerosos) ou malignos (cancerosos):

Em tumores benignos as células crescem localmente e não se espalham para outras áreas.
Em tumores malignos as células invadem os tecidos vizinhos, entram nos vasos sanguíneos e podem se espalhar pelo corpo (um processo conhecido como metástase).

Comente