Se eu pudesse ter um lar outra vez

Carlos adentrou o consultório e sentou-se à minha frente um tanto cabisbaixo e abatido.

-Tudo acabou, e desta vez não há mais esperança, disse ele.

Sua voz modulada por muita emotividade, deixava transparecer frustração e abatimento.

- Como se sente em relação a tudo isso? Perguntei-lhe.

- Por um lado estou triste, por outro, não! Estou triste por ver morrer tantos sonhos e planos que juntos construímos e ter que admitir o fim de mais de treze anos de união. Por outro lado, sinto-me, de certa forma, aliviado. Agora, talvez, não venhamos causar mais sofrimentos um ao outro, e possamos encontrar novos caminhos e novos horizontes, não obstante, nunca fosse esta a minha vontade.

Embora um tanto ferido e golpeado pelo fracasso na vida familiar, o experiente professor de quase 40 anos ainda exibia no fundo dos olhos uma inexplicável esperança de reconstruir seu lar. Desde os nossos primeiros encontros, aprendi a admirar sua prudência, humildade e sabedoria, porém aquele momento de crise parecia demandar todas as suas virtudes.

-O que faria se pudesse começar a vida outra vez ao lado de sua esposa e de seus filhos? Interroguei-lhe novamente. Ele permaneceu por algum tempo calado e sua resposta veio somente após algum tempo de uma sensível reflexão. Olhando-me firmemente nos olhos, suas palavras passaram a revelar profundas verdades de sabedoria, que durante todos aqueles anos permaneceram escondidas no profundo de seu coração. Se eu pudesse ter um lar outra vez, disse ele:

1 – EU AMARIA MAIS

Hoje, posso compreender que a principal causa da ruína de muitos relacionamentos é que as demonstrações de afeto e carinho vão lentamente se extinguindo, até desaparecerem por completo. Em muitos relacionamentos não é o amor que se acaba, mas sim, o empenho e a vontade para expressá-lo. A falta de interesse e espontaneidade em compartilhar amor é o caminho mais curto e seguro para apagá-lo. O amor nunca morre de morte natural, disse Anais Nin, mas quando se deixam de alimentar suas fontes. Se eu pudesse ter um lar outra vez, aproveitaria mais as oportunidades e ocasiões para expressar o amor.

A cada dia, me esforçaria por tornar esse amor uma experiência prática e visível. Deixaria claramente que meus filhos contemplassem nossos beijos e abraços, e que outras pessoas notassem nosso caminhar de mãos dadas e nossos afagos, sem me envergonhar disso. Acima de tudo, traduziria esse amor em palavras e não deixaria que nenhuma outra dádiva pudesse substituí-las. Só aqueles que declaram seu amor podem edificar as bases para serem amados, e só os que compartilham o amor, sem reservas, podem esperar a recompensa de seus esforços.

O egoísta faz de seus sentimentos um círculo para o isolamento, mas aquele que ama, faz do amor uma ponte para atingir os corações. O egoísta sempre busca receber mais do que oferece, mas aquele que ama, procura primeiro ser e proporcionar ao outro, tudo aquilo que ele mesmo deseja receber. Prescindir de atitudes e palavras de amor em um relacionamento é fatalmente ir decretando seu fracasso e sua morte. Por isso, se eu pudesse ter um lar outra vez, eu dedicaria mais amor à minha esposa e aos meus filhos.

Sobretudo, me empenharia em amar e respeitar a mim mesmo. Creio que não podemos amar verdadeiramente aos outros, se não aprendemos a amar a nós mesmos. Uma pessoa que não se valoriza, aos poucos também vai perdendo o encanto aos olhos do outro. Temos que amar a nós mesmos para transmitir aos outros a segurança para que também nos ame. Aquele que não aprendeu a valorizar a si mesmo, tampouco dará valor ao amor do outro, uma vez que não se sentirá digno desse amor, e por isso tenderá a rejeitá-lo ou depreciá-lo. Se eu pudesse ter um lar outra vez, eu procuraria me estimar mais, porque me valorizando eu estaria valorizando, na verdade, o próprio amor de minha esposa por mim. Amando-a com ternura e respeito eu estaria amando a mim mesmo e valorizando o meu próprio potencial. Estaria reconhecendo a importância do seu amor para minha própria segurança e aceitação. Em verdade, eu me amaria mais, apenas para dessa forma poder amá-la mais e melhor. Só a sensação do verdadeiro amor pode dar ao coração a dignidade para investir em sonhos, e só ele nos confere a segurança para alcançarmos nossos planos e objetivos.

2 – EU NÃO POUPARIA ELOGIOS

Com freqüência, em nossos lares, somos tão ávidos em apontar defeitos e a criticar as falhas, mas somos tão resguardados quanto a fazer elogios e a destacar as virtudes. Muitos relacionamentos seriam aprimorados se, apenas, houvesse mais empenho em admirar um ao outro, entretanto contidos por uma timidez defensiva, muitos hesitam em revelar isso. Pais e filhos poderiam se tornar mais íntimos caso demonstrassem mais apreciação uns pelos outros, mas se ocultam por detrás de um orgulho carente, e não expõem seus sentimentos. Se eu pudesse ter um lar outra vez, não iria poupar esforços em elogiar minha esposa e meus filhos. Procuraria todos os dias, ocasiões para destacar suas virtudes e assinalar suas qualidades de maneira honesta e sincera. Estaria mais atento às vezes em que ela fosse ao cabeleireiro e a perceber os novos arranjos de seu penteado. Ao me sentar à mesa estaria mais atento a qualquer novo sabor de sua comida, e quando fôssemos sair, eu ficaria vigilante para apreciar qualquer belo detalhe em sua roupa. Não deixaria de incentivar minhas crianças ainda quando elas errassem e de declarar o quanto me orgulhava de tê-las como filhos.

Eu elogiaria mais, porém faria isso, sobretudo na frente dos outros, para que os outros conhecessem suas qualidades e o quanto eu mesmo as apreciava. A arte de fazer elogios é o primeiro passo na arte de amar as pessoas, afirmou George W. Crane. Eu elogiaria, e assim abriria caminhos para o amor, derribando as gélidas paredes da mediocridade e da rejeição. Para cada defeito de meus familiares eu procuraria considerar as inúmeras qualidades e para cada erro eu consideraria as muitas vezes em que já acertaram. Elogiar de maneira justa e sincera é investir no amor. Creio que o elogio franco e leal é um alimento para a alma e fortalece os relacionamentos. Aqueles que costumam fazer uso dele, formam terreno para que o amor floresça e perdure.

3 – EU TOMARIA A INICIATIVA DO DIÁLOGO

Em qualquer relacionamento, quando existe qualquer conflito ou discórdia, é muito comum que uma das partes se feche ou emburre dominado pela mágoa e pelo ressentimento. O egoísmo e o orgulho ferido podem tornar a comunicação um processo impraticável e enfraquecer o amor e a amizade. Porém, se eu pudesse ter um lar outra vez, eu cuidaria para que o rancor e a mágoa nunca se tornassem obstáculos para o diálogo e o perdão. Com freqüência, perdemos tanto tempo deixando amadurecer a ira e preservando o silêncio, que a hostilidade e a antipatia acabam por sufocar o amor no coração. É justamente quando se vai morrendo o diálogo que se aviva a ira, abrindo espaços para a agressão física ou verbal. Há pouco tempo uma esposa amargurada me confessou: – A pior solidão é aquela que se vive a dois, pela total ausência de diálogo.

Creio que o “suave milagre” que abrandaria muitos corações amargurados e cheios de ira, seria simplesmente a prática do diálogo aberto e sincero com os familiares. Se eu pudesse reconstruir meu lar pesaria mais o poder das minhas palavras e as passaria pelo crivo da verdade, da edificação e da necessidade. Procuraria o diálogo mesmo quando estivesse coberto de razão, pois a parte que se julga certa e ferida é geralmente a mais hesitante em perdoar e esquecer. Se porventura percebesse que estava irritado ou ferido demais para dialogar, me infligiria à disciplina do silêncio até que tudo se acalmasse, ou caminharia lentamente pela praça, mas não permaneceria remoendo vingança, desforra ou retaliação. Existem muitas maneiras de se transmitir amor, mas são as boas palavras e a comunicação franca e sincera, a maneira mais rápida e segura de expressar sentimentos e transformar o coração.

4 – EU PERDOARIA MAIS E PEDIRIA MAIS PERDÃO

Aprender a reconhecer erros, e a pedir e conceder o perdão é um dos maiores atos de grandeza em um relacionamento. O perdão impede que o rancor e o ódio se abriguem e contamine a mente e o coração. A relutância em conceder ou pedir perdão é a ferida que mina a afeição e acaba destruindo grandes relacionamentos. Há algum tempo, uma senhora casada me procurou e confessou: – Quando eu era menina e fazia alguma coisa errada minha mãe passava dias sem conversar comigo como castigo. Ela nunca me agraciava com o seu perdão. Até hoje carrego, em minha vida, as conseqüências daqueles anos. Por isso, se eu pudesse ter um lar outra vez, eu perdoaria mais e me disciplinaria a pedir mais perdão.

Caso pudesse restaurar meu lar outra vez, teria mais coragem para reconhecer meus erros e mais humildade para corrigi-los. Pediria perdão pela voz alterada, pela data esquecida, pela acusação sem fatos, pela paciência não contida. Porém, pediria perdão logo, e não permitiria que a ira se arrastasse até o dia de amanhã, pois o ódio quando nutrido, torna mais duro e insensível o coração. De igual maneira, eu escolheria perdoar mais. Perdoaria mais o atraso dela para algum compromisso, a palavra que não consegui digerir, a falta de tempo que interpretei como indiferença, ou o sorriso inadequado que julguei ser deboche. Corrigiria meus filhos, quando necessário, mas nunca permitiria que a disciplina se tornasse um obstáculo para a expressão do amor. Dar e pedir perdão pode parecer frouxidão e fraqueza, mas são atitudes dignas dos fortes, daqueles que enaltecem o amor e procuram mantê-lo vivo em seus relacionamentos.

5- EU NÃO PRESCINDIRIA DO TOQUE

Com muita freqüência a indiferença, o afastamento e o prescindir do toque é um dos sintomas dos relacionamentos que se tornam antigos e monótonos. Tenho notado que entre aqueles que se afastam, há um processo lento e contínuo de ausência de afagos, carinhos e beijos. Se eu pudesse reconstruir o meu lar, colocaria como primazia abraçar e tocar mais vezes meus familiares. Ao retornar para casa no final de mais um dia, eu não deixaria de beijá-los. Quando retornasse de alguma viagem permaneceria um tempo abraçado com ela, antes mesmo de entrar em casa. Mesmo nas reuniões da igreja, eu não deixaria de abraçá-la ou segurar suas mãos e permitiria que ela inclinasse sua cabeça sobre meus ombros, ainda que alguns olhassem em tom de reprovação.

Eu procuraria tocar e abraçar minha esposa, sobretudo nos momentos considerados neutros, quando ela nem ao menos esperasse. Caminharia mais vezes, abraçado com ela pelas ruas, a levaria mais vezes comigo em meus compromissos e iria buscá-la mais vezes na escola, ou no trabalho. Foi o reverendo Theodore Hesburg que uma vez expressou: a coisa mais importante que um pai pode fazer por seu filho, é amar a mãe dele e vice-versa. Os filhos podem aprender a expressar o amor e sentir maior segurança no mundo se percebem que existe amor e respeito entre seus pais, escreveu Jonh Drescher. Aqueles que procuram manter sempre vivas as demonstrações de afagos, carinhos e toques em sua família, abrem um caminho para que o amor cresça e jamais se apague.

6 – EU TOMARIA MAIS TEMPO PARA SORRIR

Tenho percebido que o mau-humor e as preocupações excessivas são combinações perniciosas que podem azedar muitos relacionamentos. Em muitas ocasiões levamos a vida tão a sério, que a angústia e os aborrecimentos tornam a convivência um fardo insuportável. Muitas vezes, carregamos para os nossos lares todos os dissabores de cada dia e, nem sequer, nos olvidamos em deixar transparecer nosso desprazer e descontentamento. Transferimos nossas zangas para nossos familiares de modo que todos são afligidos e contaminados. Esquecemos que relaxar, brincar e sorrir são os bálsamos que podem alegrar e restaurar muitas casas tristes e silenciosas. Lembro-me do meu caçula quando nos inocentes anos da infância se atirava em meu colo antes de dormir e me pedia: – Papai conte-me uma história engraçada para que eu possa rir quando estiver dormindo.

Se eu pudesse ter um lar outra vez, eu riria mais, pois já descobri que muitas situações que por vezes nos levam ao nervosismo e ao mau humor poderiam ser aliviadas, apenas, com uma boa gargalhada. É gostoso conviver com pessoas alegres e engraçadas, mas é tão difícil conviver com aquelas que levam tudo tão a sério, que têm a resposta pronta para tudo, e que sempre se defendem com justificativas e racionalizações. Se eu pudesse ter um lar novamente, eu pensaria em mais histórias engraçadas para contar à minha esposa e aos meus filhos, ao invés de só retalhar falhas ou deveres. Riria do bolo queimado que ficou duro como uma pedra e do arroz papa que saiu sem um pingo de sal. Riria quando as crianças se amontoassem em meu colo depois de um dia de trabalho e me pintassem o rosto com tinta guache. Riria quando ao abrir minha mala no hotel descobrisse que ela se esqueceu de colocar minhas peças íntimas e, ao invés disso, as trocou pelas dela. Riria quando tropeçasse e caísse diante de todas as crianças ainda que doesse um pouco. Eu riria mais, e assim as coisas se tornariam menos aflitivas e oprimentes e a convivência passaria a ser mais cheia de alegria e significado.

7 – EU LHES FALARIA MAIS SOBRE DEUS

Em muitas ocasiões, em nossos lares, podemos nos tornar tímidos e indiferentes no que diz respeito aos assuntos espirituais que praticamente os extinguimos de nossas relações familiares. Se eu pudesse ter um lar outra vez faria de Deus um constante aliado na direção de minha família. No mundo atual criar um filho sem fé e sem religião é como soltá-lo, sem bússola e sem remo, no oceano da vida. É torná-lo forte candidato a fracassar no amor e na vida.

Creio que a maior tentação no mundo, hoje, é a de nos tornarmos tão preocupados e absortos com os assuntos do dia-a-dia e com a busca do próprio bem-estar, que perdemos o senso da dependência de Deus. Deixamos de compartilhar momentos de oração e meditação e nos tornamos tímidos em dedicarmos tempo para orarmos unidos em família. Se eu, porém, pudesse reconstruir o meu lar, gastaria mais tempo em comunhão com Deus, ao invés de lutar com as minhas próprias forças para superar problemas ou prover necessidades. Convidaria mais vezes minha esposa e meus filhos para que orassem comigo e, acima de tudo, lhes ensinaria o sobre amor de Deus.

Se deixarmos o coração de nossos filhos vazios de uma fé e de uma religião, eles poderão preenchê-lo com danosos substitutos, que não restará mais lugar para Deus. Um dia uma professora fez uma bela descrição para a sua classe sobre o amor e o caráter de Deus. No final, um pequeno menino ergueu a mão e disse: – Professora, Deus é igualzinho ao meu pai. Se eu pudesse ter um lar outra vez era isto o que eu queria ser.

UM NOVO COMEÇO?

Após me falar todas essas palavras, Carlos abaixou a cabeça e permaneceu algum tempo calado e reflexivo. Seus olhos foram se fechando e uma pequena lágrima apareceu. Esperei com paciência e novamente lhe dirigi a palavra.

- Carlos, por que você não procura outra vez seus familiares e tenta dar uma nova oportunidade ao amor? Como você mesmo disse, o mais difícil na reconstrução de um lar assolado é deixar prevalecer o orgulho e o egoísmo. São essas as mazelas que nos impedem de nos humilharmos e procurarmos o diálogo e o perdão. Podemos ter todas as soluções em nossa mente, mas nada mudará se não tomarmos uma atitude e a colocarmos em ação. Por que não toma essa decisão hoje?

Naquele exato momento, ele se levantou e saiu, desaparecendo no final do comprido corredor. Fiquei, por alguns instantes, calado e refletindo. Como um homem que compreendia todas essas verdades poderia estar vivendo uma situação como essa? Voltei meus pensamentos para Deus. Talvez seu aparente fracasso familiar tenha sido uma oportunidade para o aprendizado de grandes verdades e sábias lições para o seu amadurecimento. Compreendi que o nosso Pai Celestial é sempre o Deus da segunda chance e que “Suas misericórdias… renovam-se cada manhã.” Lamentações 3: 22, 23.

Eronides Conceição Palmeira de Nicola

Pedagogo

Psicólogo Clínico

Mestre em Psicologia da Saúde

Comente

Current month ye@r day *


  1. genesis

    4 meses fora de casa e não sei quanto tempo separado da minha familia tenho uma doença incuravel progressiva e fatal mas para Deus nada é impossivel como gostaria de uma chance de poder mostrar que mudei e sou um novo homem, ja entreguei nas mãos de Deus e oro por isto sei o tamanho da minha responsabilidade da culpa vergonha por isto acredito em segunda chance Deus é muito bom!!!!!



  2. cristiane

    Rogo e peço a Deus q traga meu amor de volta. Nós gostamos e keremos ficar juntos mais sempre aparece algo para nos atrapalhar peço a deus q retire essa pedra do nosso caminho somos muito felizes em nossos encontros algo divino acontece. Por isso eu peço a Deus me traga ele de volta me amando de verdade. Eu te amo Jesus.



    1. waldir rodregues de jesus

      agradeço a DEUS POR ELE TER MIM AJUDADO A CONQUISTAR AMINHA ESPOSA POIS EU CHEGUEI APENSAR Q NAO MAIS HAVERIA CHANCE MAS deus mim mostrou q nao importa o quanto agente erra o mais importante e reconhecer que somos pecador e pedir perdao.
      Hoje agradeço por esta oportunidade q ele mim concedeu hoje eu e minha esposa e nossos tres filhos estamos juntos e muitooooo felizes .



  3. fernanda

    estou casada a 11 anos e agora ele diz que esta cansado de tantas brigas e quer a separaçao ,depois de ler essa mensagem percebi que faltou um pouco de tudo no nosso relacionamento carinho compreensao conversa risadas e principalmente palavras de amor ,por isso peço que orem por mim pra que Deus abra o coraçao dele para que possamos ter um novo recomeço por favor lembren-se de orar por nos.



  4. Zenir Soares Batista

    Com essa mensagem, aprendi, que não devemos agirmos com a nossa própria força, mas sim, devemos orar e colocar toda a nossa vida sob a dependência de Deus. Amém!!!



  5. Januario Viana

    Queridos.
    É muito entristecedor em ver como as pessoas, não aceitam mudanças no que diz respeito a vida conjugal! Sou casado há 26 anos, eu e minha esposa nos amamos! Não somos perfeitos, mas, permitimos que ocorra mudanças benéficas em nossos relacionamentos! Enquanto tal fato exitir, o casamento de muitos fracassarão e fracassarão!
    Oro: Eterno Deus quebranta nossos coraçoes pra que sejamos homens e mulheres vivenciando assim, um matrimonio com perpectivas felizes e duradouras! Amém.



    1. nedima

      Deus todo poderoso entre nos nossos lares SR DEUS tras meu marido de volta em nome de jesus orem por mim



      1. gustavo

        nedina com certeza ele vai voltar p/ voce, confie em DEUS. Ele tudo fara………………..



      2. eliane

        a palavra de Deus diz que se creres verás a glória de Deus.tenha sempre muita fé,pois sem ela nós não somos nada,é ela que nos dar esperança para caminhar e lutar pelo que queremos,mas sempre colocando DEUS na frente de tudo.



  6. LC

    Rogo a Deus para que me conceda essa graça de “voltar para casa”. Que o Espírito Santo toque no coração de minha amada esposa e ela reverta seu pensamento de separação. Sei que nos amamos e temos direito a uma chance, a uma oportunidade de restauração de nosso casamento. Aprendemos com os erros e agora podemos não cometê-los. Senhor, leve-me de volta para casa e lá permaneça conosco para sempre!



    1. maria marta moraes santos

      QUANDO QUEREREMOS MUDAR ALGUEM TEMOS QUE NOS MUDAR A OLHAR A NOS MESMO SE NAO MANDAVA FLORES ,,MANDE ,,BOMBNS ,’PRESENTE SAI AO FIM DE SEMANA CHAME DEMINHA QUERIDA COMECE ELOGIALA FACA DELA A RAINHA MAIS LINDA FACA DE SEU LAR UM JARDIM AONDE A FLOR E SUA QUERIDA ESPOSA.QUANDO DEUS



  7. cristina

    Sem sombras de dúvidas essa esperiência estou passando com o meu companheiro. Ele não tem carinho por mim, não expressa nenhum tipo de sentimento, não se esforça pra mudar, e ainda diz que vai embora que estou muito chata. Ele diz que é ele quem trabalha, e que faz o que bem entende do seu dinheiro, e não tá nem aí pra mim.
    Orem para que o espiríto santo mostre á ele a necessidade de mudança, de valorizar o nosso relacionamento, eu o amo muito, porém não estou mais afim de sofrer, iso já dura 6 anos. só deus pra fazer através do espirito santo ele enchergar tanta dor que ele está nos causando, e fazer ele voltar aos braços do pai.



    1. cesar

      oi cristina talvez esta palavra seja muito dura mais eu falo por esperiencia propia existe um mal que trabalha especificamente nos casamentos, o unico objetivo dele é destruir lares,constantemente ele temta destruir o meu, minha esposa amada é muito emotiva e tudo sente e chora, eu estou lutando ferozmente contra este mal, usando o que eu tenho de melhor, a F È no sr J E S U S , não desista nunca nem tenha medo pois o mal adora criar situações, que possa te deixar apavorada,tente ser diferente com o seu esposo,elogie mas , escute ele mais, e sorria mais para ele, eu sou homen, e se tem uma coisa que homen adora e ser o dono da verdade , deixe que ele seja conquiste ele,quando ele falar, pare e ouça com atenção, e nunca conte seus problemas para nimguem,vc poderá ter uma surpresa empensar que é amigo e não ser,espero que tenha lhe ajudado



  8. tchello

    Carlos, por que você não procura outra vez seus familiares e tenta dar uma nova oportunidade ao amor? Como você mesmo disse, o mais difícil na reconstrução de um lar assolado é deixar prevalecer o orgulho e o egoísmo. São essas as mazelas que nos impedem de nos humilharmos e procurarmos o diálogo e o perdão. Podemos ter todas as soluções em nossa mente, mas nada mudará se não tomarmos uma atitude e a colocarmos em ação. Por que não toma essa decisão hoje?
    _Talves o maior sentimento seje o medo das consequencias…



  9. Rosalvo

    Vivo uma tristeza muito grande, pois estou separado ha 04 meses, tenho orado muito e procurado na internet algo que responda o que aconteceu comigo, minha maravilhosa esposa foi embora, e eu a amo muito, estavamos juntos ha 27 anos, e o que li aqui é muito lindo, e me vejo um pouco aqui, gostaria muito de ter uma nova chance de poder mostrar a minha esposa uma mudança. Sei que errei tentando fazer de tudo para que tudo desse certo em nossa vida, acho que faltei com respeito, e com amor á minha esposa, apesar de leva-la para jantar, dizer que a amo pelo menos 03 vezes na semana e ir a igreja 06 vezes no mes, isso tudo foi pouco. Tenho muita necessidade de orar a todo tempo, na esperança que JESUS me de uma nova chance e restitue minha familia.



    1. nedima

      que lindo rosalvo que DEUS ti abençoi e continui lutando pela sua esposa pq perante Deus nao existe outro casamento



      1. Moisés Franca

        É interessante ver alguem tentando recomeçar. È importante um recomeço dar certo. Consertos, emendas, desculpas, recomeços podem dar certo por Deus tudo pode e quase tudo faz… mas convenhamos, se alguem se julga culpado de desrespeito, desamor… se valoriza mais as coisas que as pessoas, esqueça! Quem ama pessoas não vai embora, o que faz alguem ir embora são coisas! Coisas que não temos, coisas que se perderam, coisas que prometemos, coisas que desejamos, coisas que cobiçamos, coisas que nos levam ao pecado! Descubra pois se aquele amor movido a coisas tem estrutura para subsistir à falta de dinheiro! Na alegria com a barriga cheia, na cabeleireira, no Shopping, num Cabriolet, com um cartão de crédito qualquer pessoa te ama, amigo! Confucio, Buda, Gandhi, Jesus e eu cremos numa mesma máxima: O que quereis que os outros vos façam, fazei vós…!



        1. maria marta moraes santos

          DEUS E DONO DE TUDO E VEIO PARA SERVIR SE FEZ POBRE MUITAS VEZES FICOU SEM ELE APROCURAVA ATENDER A TODOS E QUANDO NOS ACREDITAMOS NA CARTA DE AMOR QUE O NOSSO CRIADOR INSPIROU HOMEM GUIADO PELO ESPIRITO SANTOS E NOS DEIXAMOS SER GUIADO POR ELE NOS NAO SENTIMOS FALTA DE NADA NOSSA ALMA SENTE PAZ E TRANQUILA DEUS ESTA NO CONTROLE DAS COISAS BOA E RUIM ELE AGI NA HORA CERTA E COMO ELE QUER ELE CONHECE NOSSO PENSAMENTO ELE ESQUADRINHA CORACAOES ELE E COMO A ARVORE PLANTA AO RIBEIRO MESMO QUE VEM ASEQUIDAO AS FOLHAS NAO SECAM ELAS CONTINUAM VERDES VEJA QUE DEUS E ESSE QUE CONTROLA TUDO E SABE TUDO ENOS SOMOS A COISA MAIS LINDA QUE ELE CRIOU .QUE DEUS TE ABENCOE ELE VAI ELUMINAR TU E TUA FAMILIA .



    2. Alex

      Querido amigo, estou passando também por isso, minha esposa pediu o divorcio, tenho dois filhos, amo minha familia, tenho orado muito a Deus para que ele restaure minha familia conforme a sua vontade, tenho certesa que na hora certa o Senhor vai me dar a vitoria.
      Não desanime, continue firme no Senhor, o que for melhor Ele lhe darar.
      Uma grande abraço.



    3. Elinéia

      Rosalvo para Deus nao existe impossível,creia, pessa isso a Deus de todo o seu coração e a vitória sera certa.Amém.



    4. adriana fausto gomes

      Busque em Deus e seu casamento será restaurado. Faça o proposito do livro do filme prova de fogo.indiquei para uma amiga que vivia essa mesma situação e o amarido dela largou a amante e voltou para casa.ela esta feliz.faça os 40 dias sem quebrar nem um dia e segue a risca as tarefas,confie em Deus e deixa que Ele fará a parte que cabe a Ele.Deus te abençoe. (sou esposa de pastor e tenho três filhas).



    5. Rodrigo

      Creia Rosalva. Estou nessa luta há quase 1 ano que completará agora dia 29.03.2012. Muitas vezes me vi sem condições de lutar, mas cada vez mais me apegando em Deus e Ele cada vez mais de sustentando e me dando vida. Muitas vezes pensei em tirar minha vida, quanta besteira. Emagreci 27 kg, não me alimento mais da forma que deveria, tenho jejuado muito também. Perdi o emprego, perdi tudo, e o pior a convivência com meu filho que completará 5 anos em abril. Tudo muito difícil. Mas oro todos os dias para que Deus faça esse milagre. Hoje entrei nesse site para ler novamente aquilo que já li há 1 ano e vi sua mensagem. Creia. Creia. Ore todos os dias. Lute pela sua familia.
      Paz do Senhor



  10. susana

    Maravilhosa mensagem, aprendi muito, Deus continue abençoando este trabalho lindo!!!